assine

Newsletter

15 02

Conheça os alimentos proibidos para cachorros

Publicado em 15 de Feb de 2016 por Luana Zanolini Comentar

Alguns alimentos devem ser proibidos para cachorros, pois podem causar sérios problemas à saúde

Matéria e fotos do Guia Completo de Saúde do Cão | Revista Meu Pet 

Conheça os alimentos proibidos para cachorros.

Cachorros não podem comer de tudo, por isso, selecionamos os 10 alimentos proibidos. Eles devem ser evitados da dieta do cão, pois podem causar problemas de saúde e, em casos de ingestão excessiva, levar à morte

Carambola

A grande quantidade de ácido oxálico insolúvel existente na fruta pode prejudicar os rins com deposição de cálculos urinários. Sintomas associados à intoxicação: salivação, falta de apetite, vômitos, diarreia, prostração, fraqueza, tremores, presença de sangue ou cristais na urina e alterações da sede. 

Abacate

A persina, um derivado de ácido graxo, causa intoxicação com vômitos, diarreia e alterações cardíacas no cachorro. A polpa do abacate deve ser dada com moderação por causa do valor calórico. Sempre retire o caroço: cirurgias de emergência para retirar caroços do estômago do cão são comuns. 

Massa crua de pão ou bolo

O fermento presente na massa crua produzirá gases no trato digestivo do cão, causando dor e desconforto pela distensão do estômago ou alças intestinais. 

Cebola

A substância chamada “n-propildisulfito” pode provocar um tipo grave de anemia. Por isso, evite também alimentos preparados com cebola (fígado acebolado, arroz com cebola) e alimentos industrializados com cebola na composição (papinhas de neném, molhos de tomate, salgadinhos, etc.). 

Uvas e passas

Cães podem desenvolver falência renal aguda e severa, que em muitos casos é letal. Mesmo cães que sempre comeram uvas sem prejuízo aparente podem sofrer uma crise. Cuidado! 

Macadâmias

Até 12 horas depois da ingestão, cães podem apresentar fraqueza, depressão, vômitos, tremores e hipertermia. Os sintomas costumam passar sozinhos entre 12 e 48 horas, mas trazem desconforto. 

Osso de ave cozido

O cozimento altera a estrutura molecular do colágeno do osso, tornando-o mais rígido. Com isso, o risco de perfuração gastrintestinal é real, além de dificultar a digestão e favorecer obstruções. Osso tem que ser ingerido no seu estado natural: cru. 

Pimenta-malagueta

Além de poder causar gastrite e até úlcera, o cão provavelmente não vai apreciar o sabor picante desse alimento. 

Chá-preto e café

Contém alcaloides neurotóxicos que podem causar alterações cardíacas. Portanto, cuidado para não deixar xícaras em local de acesso do cão. 

Xilitol

Esse tipo de adoçante natural em cães pode gerar hipoglicemia, convulsões, vômito, fraqueza e até morte.

 

Veja mais

Vegetais que não são indicados aos cães

Frutas indicadas e não indicadas para cães

Comente!