assine

Newsletter

06 11

Entenda como os nutrientes da ração interferem na saúde do seu cachorro

Publicado em 06 de Nov de 2016 por Luana Zanolini Comentar

Nutrientes em excesso ou a falta deles podem causar problemas de saúde no cachorro. Entenda como isso funciona na ração

Texto Rafael Carreira | Adaptação Luana Zanolini | Foto Reprodução/Instagram @whiskey_the_yorkie

Entenda como os nutrientes da ração interferem na saúde do seu cachorro

Optar por uma ração de baixa qualidade pode trazer alguns problemas de saúde ao cachorro. Nesses casos, tanto o excesso como a falta de nutrientes são prejudiciais.

O veterinário Aulus Carciofi afirma que quase todos os nutrientes, quando servidos em demasia, podem provocar complicações à saúde. A única exceção são as vitaminas hidrossolúveis (dissolvidas em água e absorvidas pelo intestino), pois o corpo utiliza o necessário e elimina os excessos. A ausência dos nutrientes é tão ou mais grave que o excesso. “Por serem substâncias essenciais, a falta de qualquer uma delas deixará o cão debilitado e com sintomas específicos”, diz Carciofi . Má condição da pelagem, ganho excessivo ou perda de peso, problemas hepáticos, cardíacos, queda da imunidade, formação de fezes pastosas e volumosas e distúrbios ósseos e articulares estão entre as principais consequências do uso de rações de baixa qualidade.

O veterinário Yves Miceli ainda alerta sobre a variação da quantidade de nutrientes de acordo com a idade do animal: “Os cães apresentam necessidades distintas em cada fase da vida. Uma comida que faz bem a um filhote ou idoso pode provocar sérios danos à saúde de um adulto”, ressalta. Ainda segundo Miceli, um alimento rico em fósforo é essencial para o bem-estar de um filhote, mas, se oferecido todo dia para um cão adulto, pode causar danos irreversíveis aos rins, levando até mesmo a um quadro de insuficiência renal.

 

 

Revista Meu Pet | Ed.08

 

Comente!