assine

Newsletter

15 04

Frutas para pets: o que não fazer

Publicado em 15 de Apr de 2015 por Marília Alencar Comentar

Frutas: elas contribuem muito para manter a saúde do pet em dia, mas exigem alguns cuidados especiais na hora da escolha e na forma de servir. Conheça quais são eles!

Texto Wagner Ribeiro/ Foto: Shutterstock 

Frutinhas

(Foto: Shutterstock)

  • Tenha cuidado redobrado com frutas mais doces, como mamão, pera, manga etc., pois elas possuem grande quantidade de frutose, um açúcar natural. “Em animais diabéticos ou com restrição calórica, a oferta deve ser evitada”, diz a veterinária Celina Okamato.
     
  • As frutas cítricas também devem ser servidas com parcimônia pela capacidade de irritar a mucosa gástrica de alguns cães.
     
  • Nos dias mais quentes, a melancia e o melão são boas opções para refrescar os pets. “As frutas ajudam a hidratar os cães no calor, devido à grande quantidade de água presente nelas”, afirma Celina.
     
  • Nunca faça suco de frutas para os animais.“A preparação do suco destrói as fibras da fruta e oferece uma grande quantidade de frutose, o que pode causar picos glicêmicos”, alerta a veterinária Sylvia Angélico, que ainda enfatiza os perigos do excesso e avisa: as frutas devem ser fornecidas aos pets como petisco e sempre em quantidade moderada. “Elas devem ser oferecidas em porções controladas, entre as refeições, ou seja, no máximo duas vezes por dia, para não interferir na quantidade de calorias que os cães ingerem diariamente”, reforça Celina contra o exagero.

Revista Meu Pet/ Edição 04

Comente!