Meu Pet
05 12

Como fazer para seu cão parar de latir?

Publicado em 05 de Dec de 2012 por Fernanda Ruiz Comentar

Aprenda truques para que seu cão parar de latir

Texto: Jaqueline Lasko / Foto: Vanessa Fermino

Latidos também podem indicar doenças 

Foto: Vanessa Fermino

Os dias passam e o latido do seu cão continua incomodando. Você já tentou de tudo e não entende por que tantos au aus e uivos sem fim. A revista Meu Pet publicou na edição 4 as principais situações que fazem com que seu mascote lata muito, além de dicas para acabar com esse problema. A seguir, confira mais alguns latidos muito comuns e depoimentos de pessoas que sofrem com a barulheira de seus peludos. 

1) Cão que late quando recebe ordem

Você fala não, o cão late, você fala sim, o cão late também! Temos aí um cãozinho um tanto quanto dominador. Daniela Prado, do LordCão – Treinamento de Cães, no Rio de Janeiro-RJ, explica que nestas situações o cão sempre vai querer dar a última palavra e, por isso, ele sempre vai tentar afrontá-lo: “Enquanto você não mostrar quem manda e ter o controle da situação nas tuas mãos ele não vai te obedecer.” Para quem sofre com esse comportamento do pet, reforçar a hierarquia sobre a hora que o bicho vai comer, não deixar ele puxar a coleira na hora do passeio e controlar a situação de forma que ele te respeite, tende a melhorar a sequência de latidos.

2) Cão que late para “conversar” com o dono

Cães que costumam latir como se estivessem “falando com o dono”, normalmente adquiriram esse comportamento porque alguém os ensinou. Pink Christina, uma Cocker Spaniel Inglês de 12 anos, é um exemplo. Sua dona, a professora de danças árabes Andrea Arlete Ferreira, São Paulo-SP, de 42 anos, conta que seu irmão e avó ensinaram Pink desde filhote a conversar com as pessoas como uma forma de brincadeira: “É só parar do lado dela e começar a latir e uivar continuamente que ela começa a sinfonia dos latidos”, revela. “Esse comportamento funciona como um momento de diversão para o animal”, explica Daniela. Mas na opinião de André Almeida, adestrador comportamental, de São Paulo-SP, o dono cria um péssimo hábito quando ensina o animal a latir porque ele aprende que só assim vai ganhar atenção: “Cães não conversam por latidos e isso não os tornam mais felizes, mas sim, mais ansiosos. Dar carinho e atenção é mais eficaz do que ensinar o bicho a vocalizar!”, complementa.

“A Pink é muito educada. Quando ela late ou uiva é porque está sendo estimulada para isso.

É só chamar a atenção dela e pedir que ela pare que ela obedece na hora",

conta Andrea Arlete Ferreira

Foto: Vanessa Fermino

3) Cão que uiva a noite

Quem nunca escutou um uivado no meio da noite? Ao contrário do que muitos pensam o uivo não é um choro e nem significa que o cão está uivando para a Lua. Daniela conta que, segundo lendas, os cães uivam para testar se a vizinhança canina responde. André complementa dizendo que esta é a forma de comunicação à distância herdada por seus ancestrais, os lobos. Os uivos podem alcançar grandes distâncias e variam em tom e intensidade de acordo com a mensagem que querem passar. Já no caso dos filhotinhos, o uivo é um comunicado de medo, porque ele ainda se sente meio perdido por estar longe da mãe e dos irmãos. Em cães adultos, os motivos dos uivos variam sendo que os mais comuns são fêmeas no cio na vizinhança e solidão por longos períodos. Para esse último caso, André dá a dica: “faça exercícios com o cão durante o dia, e canse-o, para que não tenha pique de latir à noite.”

4) Cão que late para alarmar

Este caso é bem parecido com o da campainha, a diferença é que, normalmente, quando o dono vê que tem alguém por perto, o animal tende a parar de latir. “Cães que latem e escondem o rabo querem dizer que ele vai chamar o dono e que é bom o ‘intruso’ não entrar porque já tem gente vindo atendê-lo”, explica André. Os cachorros que são condicionados a serem de alarme se comportarão sempre dessa maneira, mas ele deve ser treinado para tal função. No caso de cães que latem descontroladamente sem terem sido adestrados para isso, eles podem se tornar agressivos ou até muito medrosos. Daniela, então, dá a solução: “Se você ensinar o animal uma palavra que dê conforto a ele, como ‘Já vou’, ele sentirá que seu trabalho foi feito, porque ele reconheceu alguém na porta, e parará de latir.”

Veja quem mais passou por essa situação:

Cão que late no portão

Nataly Horvath, 25 anos, é esteticista em São Paulo e sua cadela Molly, uma Pitbull de 7 anos é um bom exemplo de cão de guarda. “Se ela ver alguém parada no portão ela late para avisar que algum estranho está perto. O tom do latido dela muda de acordo com cada situação.”, conta Nataly. “Se a pessoa que está por perto for conhecida, ela resmunga antes de latir e suas orelhas ficam mais relaxadas, caso contrário, ela late para tudo e para todos que passam pela rua”, diz.

Cão que late nos passeios

Pamela Pioli, de 24 anos, recém formada em medicina veterinária de São Paulo conta que sua Yorkshire, Melody, de 6 anos sempre foi criada dentro de casa por ser bem pequena e que sua família não tem o hábito de receber muitas visitas em casa, no entanto, quando eles saem para passear, Melody dá um show de latidos: “Ela não está acostumada a conviver com pessoas estranhas, então ela late muito quando sai de casa. Ela detesta criança e quando vê uma late tanto que pode até morder. Se outros cães chegam perto dela, ela fica muito brava e até avança”, comenta.

Cão que late o dia todo em casa

Rochely Abreu, de 25 anos, é analista de comércio exterior em São Paulo, e sua vira-lata, Chealse de 1 ano é eufórica desde a hora que acorda, logo pela manhã. “Ela late para tudo! Para comer, quando saio para trabalhar, se escuta as crianças brincando na rua, principalmente quando tem gente jogando bola. Qualquer barulho e movimentação para ela é motivo de latido. Quando chegamos de carro, ela já começa a sinfonia porque sabe que vamos abrir o portão”.

Cão que late no fim do dia

Bianca Taranto, estudante paulista de 20 anos, tem uma poodle, a Sandy, de 12 anos que fica absolutamente eufórica e descontrolada quando ela chega em casa depois da faculdade: “Quando ela escuta o portão abrir ela já reconhece que alguém está chegando e vem disparada para pedir colo e atenção, e enquanto ela não conseguir ela não para de latir um minuto sequer”, conta.

Cão que late pra chamar atenção

Andrea Barbosa,professora, de 28 anos, de São Paulo diz que sua pug, Pucca, de 1 anos late para chamar atenção de gatos e das pessoas que não estão dando atenção para ela. “Sempre que tem alguém que não se importa com a presença dela, ela late sem parar até conseguir que a pessoa dê a atenção que ela queira”. Ela conta que a pug detesta ficar sozinha. ”Quando mudamos de cômodo da casa, ela fica brava, e late para que a gente volte para a sala porque ela sabe que no sofá ela tem um colo garantido”.

Cão que late quando tocam a campainha

Daniela Latorraca De Angelis, estudante de 18 anos, conta que seu vira-lata, Luck, sempre que percebe que alguém parou no portão para chamar alguém em casa ou toca a campainha, ele late sem parar: “Eledá um superlatido e sai correndo em direção a porta. Ele fica histérico, chega até a chorar, até a pessoa chegar e ele ver quem é”.

Comente!