assine

Newsletter

13 05

Estimule seu gato em casa e evite que ele sofra problemas de saúde. Veja como!

Publicado em 13 de May de 2016 por Luana Zanolini Comentar

Você sabia que a falta de estimulo no gato pode acarretar em problemas de saúde? Confira como mudar isso em casa!

Texto Magdalena Bertola | adaptação Luana Zanolini | Foto Reprodução/Instagram @onlyyui

Estimule seu gato em casa e evite que ele sofra problemas de saúde. Veja como!

Apesar de já serem considerados animais domésticos desde o Antigo Egito, quem convive com gatos sabe que sua natureza nunca deixou de ser pelo menos um pouco selvagem, o que pode ocasionar diversas tentativas de fuga, exigindo que os donos cubram as saídas com redes.

O problema é que criar esses pets dentro de um ambiente fechado e sem diversão pode fazer com que o pet sofra com problemas de saúde, podendo desencadear depressão e outras doenças, como afirma a veterinária Raquel Redaelli, da Gatices Cat Shop. “Distúrbios de micção e dermatites psicogênicas são as principais, mas se observa também ingestão de tecidos e outros comportamentos obsessivo-compulsivos”, diz.

Por isso, é imprescindível que você estimule seu bichano com o enriquecimento da casa para resgatar o espírito aventureiro e trazer felicidade e segurança para esses bichos.

Gabriel Dias, veterinário especialista em gatos da Clínica Veterinária C.A.T. (RJ) e do Serviço de Atendimento Comportamental FelisPsiquiatria (RJ) indica aparadores e prateleiras para aumentar o espaço físico dos gatos. E que os objetos sejam bem presos nas paredes, livres de superfícies cortantes, quinas perigosas e vidros ou espelhos.

Raquel Redaelli também dá a dica de utilizar arranhadores de canto, que podem ser colocados nas laterais dos sofás. “É essencial ter em casa arranhadores de diversas alturas, assim como na horizontal, como os tapetes de sisal. Além disso, prateleiras, pois eles gostam de ver o ambiente do alto e também é um importante exercício”, comenta.

Para trabalhar estímulos físicos pode-se usar simulação de tocas – de papelão, espuma ou mesmo um espaço vazio de móvel –, obstáculos e subidas. “Por exemplo, uma estante para TV e livros que tenha tocas, nichos e arranhadores”, aponta Priscila.

 

 

Revista Meu Pet | Ed.42

 

Comente!