assine

Newsletter

30 12

Por que você não deve brigar com o pet quando ele não aceita tomar remédio

Publicado em 30 de Dec de 2016 por Luana Zanolini Comentar

Brigar com cães e gatos na hora de tomar o remédio não acrescenta em nada! O caminho ideal é valorizar os acertos do seu pet. Entenda!

Texto Magdalena Bertola | Adaptação Luana Zanolini | Foto Shutterstock

Por que você não deve brigar com o pet quando ele não aceita tomar remédio

A primeira coisa que você precisa saber é que nunca deve brigar com o pet quando ele não aceitar tomar o remédio, isso porque o animal pode ser condicionado a se esconder ou ter outra reação negativa.

A adestradora da Cão Cidadão Joilva Duarte acredita que o reforço positivo é o melhor caminho a seguir, ou seja, valorizar os acertos e não punir os erros. Ainda segundo Joilva, o ideal é treinar o bicho para que tomar o remédio não seja estressante. “Chame seu cachorro ou gato com voz alegre e animada, sente ao lado dele, faça carinho, dê um petisco e, em seguida, dê a medicação. Continue dando mais petiscos para que ele associe o remédio a algo bom”, afirma.

O treinamento para essa associação positiva pode ser feito de maneira simples. Um exemplo é colocar um grão de ração no meio de uma fatia pequena de queijo branco, caso o veterinário concorde. “Assim ele se acostuma a comer algo recheado”, diz. Se o treino prévio não for possível, o ideal é ser rápido durante o processo. “Mantê-lo em um local onde se sinta seguro é primordial e quem for medicar deve ser de confiança, elogiar e recompensar”, complementa. A recompensa causa uma boa sensação e evita o estresse.

 

Revista Meu Pet | Ed.45

 

Comente!